Foto de Rui Ornelas | Flickr

Comemorar o 1.º de Maio em plena pandemia, onde milhares de trabalhadores e trabalhadoras perderam os seus empregos, torna-se ainda mais pertinente e reforça a luta pela protecção do emprego, por salários condignos e  pelo combate à precarização e suas consequências.

Muitas empresas distribuíram dividendos em vez de protegerem os empregos, os salários e a sua capacidade produtiva.

Aliás, esta foi uma das propostas do BE, proibir a distribuição de dividendos e renovar os contratos precários durante a pandemia, para travar o que se tem vindo a verificar: uma crise social sem precedentes que aumentou as desigualdades!

É fundamental criar estratégias a curto e a médio prazo que consigam impor uma economia mais justa. E, como não há economia sem pessoas é preciso criar empregos de qualidade com protecção e direitos.

Catarina Martins, coordenadora do BE, referiu que: “É o tempo do investimento público para que a crise não se transforme numa imensa recessão, é o tempo de reorientar sectores produtivos para uma economia mais justa e mais produtiva e é o tempo de alterar as leis do trabalho para combater a precariedade e reforçar a contratação colectiva.”

Entretanto, o Estado tem que garantir apoios económicos e sociais para que as famílias “se aguentem” até esta situação ser ultrapassada e que vai, de certeza absoluta, muito para além do términos do Estado de Emergência.

Viva o 1.º de Maio!

Outros artigos deste autor >

Nascida em Viseu há 51 anos, é sobejamente conhecida na cidade que a viu crescer, pela dedicação e alegria com que se empenha na sua intensa actividade profissional, cívica, desportiva, associativa, sindical, cultural e política.
Professora de Educação Física e Mestre em Atividade Física e Desporto.
De 2008 a 2013 foi presidente da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Viseu.
Actualmente é dirigente sindical (SPRC Viseu, FENPROF), membro da Direcção da FRAP (Federação Regional de Associações de Pais) de Viseu, Membro da Direção da Associação de Professores de Educação Física -APEF VISEU. Membro da Comissão Concelhia de Viseu e da Comissão Distrital de Viseu do BE.
Esta autora escreve segundo o antigo acordo ortográfico.

Deixe o seu comentário

Skip to content