“Pela liberdade no amor e autodeterminação de género” foi o título do Manifesto da 1ª Marcha pelos Direitos LGBTI+ de Viseu que a 7 de outubro de 2018 levou mais de 1000 pessoas às ruas. O manifesto foi subscrito por mais de vinte organizações, tanto de Viseu como de abrangência nacional.

O Já Marchavas nasceu em Maio de 2018 em Viseu reunindo sinergias diversas. Pessoas com diferentes histórias de vida, orientações sexuais, características sexuais, identidades e expressões de género. Em 2005 ocorreu em Viseu a primeira manifestação nacional contra a homofobia, denominada STOP Homofobia. Na memória guardamos os tristes acontecimentos que levaram à organização da mesma.
Foram tempos de reacção à violência homofóbica extrema.
Este ano marchamos pelo presente e futuro unindo a vontade de quem é proactivo na defesa de direitos básicos do ser humano, na tentativa de eliminar a violência e a exclusão.

Marchamos pela diversidade de ser e amar porque, para alguns e algumas, as caixas que nos oferecem à nascença, rosa e azul, menina e menino, representam uma jaula, uma visão limitada da Humanidade. A sociedade cis-hetero-mono-normativa existente força a construção de uma identidade em vez de a representar.

Lutamos porque entendemos que todos os seres humanos devem ser respeitados na sua liberdade porque uma sociedade que não imponha identidades ou papéis sociais é uma sociedade mais justa.
Por mais educação sobre identidade de género, orientação sexual e direitos, no ensino formal e não formal, por entidades competentes e formadas na área a atuar principalmente nas áreas de educação, ação social, saúde, justiça e políticas públicas, mas também em qualquer empresa ou local de trabalho –
Marchamos!
Em defesa de uma saúde igualitária, que permita a doação de sangue sem julgamento de orientação sexual, que permita o acesso a procedimentos de afirmação de género, o acesso a estratégias de prevenção como o PrEP, que trate a saúde e todas as questões médicas especificas da população LGBTI+ sem preconceitos e que respeite e proteja o corpo de cada um – Marchamos!

Pela liberdade de sermos quem somos, sem medo de represálias, confiantes que os nossos direitos e a nossa individualidade sejam respeitados na rua, em casa, na escola, no emprego, nos hospitais - Marchamos!

E porque não queremos mais homicídios, mais suicídios, mais espancamentos, mais raptos, mais violações da comunidade LGBTI+ no Mundo – Marchamos!

Outros artigos deste autor >

A Plataforma Já Marchavas é um movimento de cidadãs/ãos e de colectivos unidos na defesa de direitos Humanos, Ambientais e Animais.
O projecto Já Marchavas nasceu em maio de 2018 em Viseu reunindo sinergias diversas. Ainda em 2018 o projecto Já Marchavas levou mais de mil pessoas a participar na 1a Marcha pelos Diretos LGBTI+ em Viseu, denominada por alguns como a Marcha do Amor. A Plataforma Já Marchavas surgiu no ambiente pós-marcha concretizando a cooperação do projecto inicial e dando-lhe continuidade para outras causas comuns. Em Dezembro a Plataforma passou a integrar a Rede 8 de Março.

Deixe o seu comentário

Skip to content