Manifesto Greve Climática Estudantil de Viseu

Tempos sombrios aproximam-se. Cada vez mais são evidentes as consequências do menosprezo da Humanidade perante o ambiente. Desde o aumento de catástrofes naturais, passando pela poluição atmosférica e ritmo cavalgante de extinção de espécies, até ao maior número de mortes humanas.

Está na altura de reagirmos. Está na altura de evitarmos uma hecatombe que aniquile todo o ser humano.
O enfoque do ambiente nas políticas internas deve ser uma das nossas maiores prioridades, no entanto isso não se verifica. Cada vez mais os líderes políticos, sociais e económicos desprezam este tema, especialmente numa altura em que a incidência de vicissitudes é cada vez maior.
No nosso distrito, Viseu, a lista de problemas é numerosa, a falta de interesse ambiental e a abundância de interesses económicos são alguns dos fatores que contribuem para tal.
Verificam-se nos nossos concelhos, vários atentados ambientais que colocam em causa a salubridade das nossas linhas de água, contaminadas pelo deficiente tratamento de águas residência e por unidades industriais desrespeitadoras nas normas europeias, o uso de produtos cancerígenos como o glifosato, a má gestão florestal que origina fogos apocalípticos por abuso da monocultura do eucalipto em detrimento das espécies nativas, a construção de infraestruturas sem estudos de impacto ambiental e as minas a céu aberto, entre tantos outros atentados ambientais resultantes de atividades que apenas têm como fim o lucro predador e o estímulo do consumo não sustentável, atividades que colocam em risco a diversidade de espécies e por consequência colocam em risco o próprio futuro da humanidade correndo a nossa geração o risco de pagar pelos erros cometidos por quem já não sofrerá as consequências da sua ganância.
É, justamente, contra estas ocorrência que manifestamos e que apresentamos este documento de intervenção.

Não marchamos por marchar, nem porque temos boas pernas! Marchamos para assegurar e lutar pelo nosso futuro, pelo futuro dos nossos filhos e netos e para que esse futuro seja repleto de prosperidade cultural e não de dívidas ambientais deixadas pelos nossos antepassados!
Não queremos um futuro nefasto, de destruição e morte! Não comprometemos o futuro!

Por isso pedimos a todos que deixem o sedentarismo e que apoiem esta causa, que se juntem para que a vossa voz seja ouvida e sejam tomadas medidas que nos encaminhem para um futuro saudável, livre de poluição e corrompido pela ambição humana.
Os estudantes de Viseu aderem, assim, à greve climática estudantil pelo ambiente que cada vez mais se ressente continuando, porém, a ser ignorado.
Acordemos! Vamos todos erguer-nos e lutar pelo que é nosso. Façamos greve dia 24 de maio. Organiza-te na tua escola e na tua cidade, manifesta-te, faz pelo clima e pelo teu futuro!

EM VISEU COMPARECE NO DIA 24 DE MAIO ÀS 10.15H NO ROSSIO, TRAZ OS TEUS AMIGOS PARA ESTE EVENTO DE PROTESTO

Mais informações: Greve Climática Estudantil – Viseu

A Plataforma Já Marchavas é um movimento de cidadãs/ãos e de colectivos unidos na defesa de direitos Humanos, Ambientais e Animais.
O projecto Já Marchavas nasceu em maio de 2018 em Viseu reunindo sinergias diversas. Ainda em 2018 o projecto Já Marchavas levou mais de mil pessoas a participar na 1a Marcha pelos Diretos LGBTI+ em Viseu, denominada por alguns como a Marcha do Amor. A Plataforma Já Marchavas surgiu no ambiente pós-marcha concretizando a cooperação do projecto inicial e dando-lhe continuidade para outras causas comuns. Em Dezembro a Plataforma passou a integrar a Rede 8 de Março.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Ler Mais

O Grande Javali

Abram as entranhas de Vila Real, Uma autópsia ao xadrez da calçada Um Celta, e um Lapita desenterrados…
Livro
Ler Mais

Onde está o lirismo puro?

Pensamentos sem títulos Prosa em poesia Vida presa nas linhas Somos todos feitos de mentiras Somos fruto de…
poesia-esta-na-rua
Ler Mais

Ateneo de Ponte Vedra organiza jornada polo 25 de abril

O Ateneo da cidade de Ponte Vedra organza umha série de atividades de homenagem à Revoluçom dos Cravos, que decorrem entre a quarta-feira dia 24, quinta-feira dia 25 e a terça-feira da semana próxima, dia 30.
Skip to content