Cinema português no feminino em Bruxelas

Cinemateca Real da Bélgica (Cinematek) vai apresentar, entre 4 de julho a 2 de agosto, um ciclo de cinema dedicado a um conjunto de títulos emblemáticos do cinema português realizados por mulheres, organizado em colaboração com a Cinemateca Portuguesa.

Intitulado de Portugal Século XX: Visões Femininas”o ciclo apresenta 10 obras nacionais realizados por mulheres entre 1946 e 2004, atravessando várias décadas e géneros diferentes: do documentário à animação, passando pela ficção.

O ciclo arranca com “Os Mutantes”, a terceira longa-metragem de Teresa Villaverde, estreada mundialmente na edição de 1998 do festival de Cannes, e termina com “André Valente” (2004), filme de estreia de Catarina Ruivo que teve uma boa recepção no festival de Locarno e junto do público francês aquando da sua estreia.

Cinematek vai ainda exibir os filmes “Glória” (1999), de Manuela Viegas, “Kali, O Pequeno Vampiro” (2012), de Regina Pessoa, “Trás-os-Montes” (1976), de António Reis e Margarida Martins Cordeiro“Relação fiel e Verdadeira” (1987), de Margarida Gil, “Nuvem” (1991), de Ana Luísa Guimarães, “O Movimento das Coisas” (1985), de Manuela Serra, “Três dias sem Deus” (1946), de Bárbara Virgínia, “Dina e Django” (1981), de Solveig Nordlund, e “A Costas dos Murmúrios” (2004), de Margarida Cardoso.

 

Publicado por Cinema Sétima Arte a 24 de junho de 2021

Outros artigos deste autor >

Portuense mas reside em Viseu desde 2015 e é apaixonado por cinema e política. É administrador do site Cinema Sétima Arte, programador de cinema no espaço Carmo 81 e fez parte da equipa que reabriu o Cinema Ícaro, em Viseu, com o Desobedoc 2018. É ativista na Plataforma Já Marchavas, que organizou a 1.ª Marcha LGBTI+ de Viseu, em 2018.

Outros artigos deste autor >

Se disséssemos que éramos um bando de miúdos, um tanto sonhadores, que queriam fundar um site para escrever sobre cinema e que, por algum desígnio divino, pudéssemos fazer da vida isto de escrever sobre a sétima arte, seria isso possível? A resposta é óbvia: dificilmente. Todavia Isso não impediu o bando de criá-lo em 2008, ano da fundação do Cinema Sétima Arte. O espírito do western tinha-se entranhado em nós…
“A atividade crítica tem três funções principais: informar, avaliar, promover”. É desta forma que pretendemos estimular o debate pelo cinema.
Acima de tudo, escreveremos sempre como cinéfilos, esses sonhadores enamorados da sétima arte.
www.cinema7arte.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados
Lua
Ler Mais

Satélite Natural

Ó Lua que ficas nua e cheia para receberes a luz do Sol! Dás a tua face ao…
Ler Mais

E se as mulheres pararem?

‘’E se as mulheres pararem?’’ é o mote de uma iniciativa da Plataforma Já Marchavas integrada no movimento…
Skip to content