Academia Portuguesa de Cinema escolheu o filme “Variações”, de João Maia, para representar Portugal na edição de 2020 dos Prémios Ariel como candidato a Melhor Filme Ibero-americano da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas do México. Os Prémios Ariel são celebrados no México desde 1946 e têm como principal objetivo distinguir o melhor do cinema mexicano e ibero-americano.

Após ter conquistado o público, batendo o recorde do filme português mais visto nos cinemas em 2019, com 278 mil espectadores, o filme “Variações”, protagonizado por Sérgio Praia, é o candidato português à categoria de Melhor Filme Ibero-Americano. Ocupa a 5.ª posição do ranking dos filmes nacionais mais vistos desde 2004

Produzido pela David & Golias, “Variações” retrata a vida de António Rodrigues Ribeiro (interpretado por Sérgio Praia), figura conhecida da cidade de Lisboa no final dos anos 70, perseguindo o seu sonho de se tornar cantor e compositor, apesar de não saber uma nota de música. O filme aborda o processo de transformação de António Variações, artista excêntrico e popular, cuja carreira fulgurante foi interrompida pela sua morte prematura em 1984.

Conta também com interpretações de Victoria GuerraFilipe Duarte, Filipe AlbuquerqueFilipe Duarte, Nuno Casanovas, Teresa Madruga, Eric da Silva, Madalena Brandão Tomás Alves. 

A 62.ª edição dos Prémios Ariel terá lugar no México em 2020, em data a anunciar.

Outros artigos deste autor >

Se disséssemos que éramos um bando de miúdos, um tanto sonhadores, que queriam fundar um site para escrever sobre cinema e que, por algum desígnio divino, pudéssemos fazer da vida isto de escrever sobre a sétima arte, seria isso possível? A resposta é óbvia: dificilmente. Todavia Isso não impediu o bando de criá-lo em 2008, ano da fundação do Cinema 7.ª Arte. O espírito do western tinha-se entranhado em nós…
“A atividade crítica tem três funções principais: informar, avaliar, promover”. É desta forma que pretendemos estimular o debate pelo cinema.
Acima de tudo, escreveremos sempre como cinéfilos, esses sonhadores enamorados da sétima arte.
www.cinema7arte.com

Outros artigos deste autor >

Portuense mas reside em Viseu desde 2015 e é apaixonado por cinema e política. É administrador do site Cinema Sétima Arte, programador de cinema no espaço Carmo 81 e fez parte da equipa que reabriu o Cinema Ícaro, em Viseu, com o Desobedoc 2018. É ativista na Plataforma Já Marchavas, que organizou a 1.ª Marcha LGBTI+ de Viseu, em 2018.

Deixe o seu comentário

Skip to content