Os filmes mais esperados de 2022

Se 2021 foi o início da recuperação das salas de cinema, depois da crise que feriu as salas de todo o mundo em 2020, espera-se que em 2022 a recuperação seja ainda mais significativa.

Mesmo com o confinamento obrigatório de quase três meses no início do ano, as salas de cinema em Portugal registaram mais de 5 milhões de bilhetes vendidos em 2021, bem mais do que os 3,8 milhões de espectadores em 2020. Prevê-se assim, uma contínua subida do número de bilhetes vendidos para este ano.

Entre os blockbusters mais aguardados encontramos por exemplo: “Missão: Impossível 7”, “Top Gun: Maverick”, “Mundo Jurássico: Domínio”, “Pantera Negra: Wakanda Para Sempre”, “Uncharted – Fora do Mapa” e “The Batman”.

Entre os filmes mais esperados de 2022, com estreia confirmada, encontra-se por exemplo: “Flee – A Fuga”, de Jonas Poher Rasmussen“O Homem Que Matou Don Quixote”, de Terry Gilliam“Belfast”, de Kenneth Branagh“A Tragédia de Macbeth”, de Joel Coen, e “O Bom Patrão”, de Fernando León de Aranoa. Espera-se ainda que este ano estreiem também filmes como o remake “All Quiet on the Western Front”, de Edward Berger“The Georgetown Project”, de M.A. Fortin e Joshua John Miller, e “Pinocchio”, de Guillermo del Toro.

No cinema português podemos esperar este ano com a estreia de filmes como “Revolta”, a primeira longa-metragem de Tiago R. Santos, “Salgueiro Maia: O Implicado”, de Sérgio Graciano, ou “O Sentido da Vida”, de Miguel Gonçalves Mendes, que já têm data de estreia confirmada. Mas também espera-se que estreiem este ano as novas obras de Cláudia Varejão (“Lobo e Cão”), João Canijo (“As Filhas do Enforcado”), João Pedro Rodrigues (“O Sorriso de Afonso”), Miguel Gomes (“Selvajaria”), Vicente Alves do Ó (“Amadeu”) ou de Rui Simões (“Primeira Obra”).

Avisa-se que as datas apresentadas em baixo podem estar sujeitas a alterações.

Estreias confirmadas:

6 de janeiro – O Acontecimento, de Audrey Diwan

13 de janeiro – O Perdão, de Behtash Sanaeeha, Maryam Moghaddam

14 de janeiro – A Tragédia de Macbeth, de Joel Coen (Apple TV+)

20 de janeiro – O Bom Patrão, de Fernando León de Aranoa

27 de janeiro – Memória, de Apichatpong Weerasethakul

3 de fevereiro – O Professor Bachmann e a Sua Turma, de Maria Speth

10 de fevereiro – A Criança, de Marguerite de Hillerin, Félix Dutilloy-Liégeois
17 de fevereiro – Minamata, de Andrew Levitas

Cyrano, de Joe Wright

O Homem Que Matou Don Quixote, de Terry Gilliam

Uncharted – Fora do Mapa, de Dan Trachtenberg

24 de fevereiro – Belfast, de Kenneth Branagh

3 de março – Competição Oficial, de Gastón Duprat, Mariano Cohn

The Batman, de Matt Reeves

Vortex, de Gaspar Noé

7 de abril – Flee – A Fuga, de Jonas Poher Rasmussen

14 de abril – Salgueiro Maia: O Implicado, de Sérgio Graciano
21 de abril – The Northman, de Robert Eggers

5 de maio – À Procura de Anne Frank, de Ari Folman

16 de junho – O Sentido da Vida, de Miguel Gonçalves Mendes

Buzz Lightyear, de Angus MacLane

 

Publicado por Cinema Sétima Arte a 2 de janeiro de 2022

Se disséssemos que éramos um bando de miúdos, um tanto sonhadores, que queriam fundar um site para escrever sobre cinema e que, por algum desígnio divino, pudéssemos fazer da vida isto de escrever sobre a sétima arte, seria isso possível? A resposta é óbvia: dificilmente. Todavia Isso não impediu o bando de criá-lo em 2008, ano da fundação do Cinema Sétima Arte. O espírito do western tinha-se entranhado em nós…
“A atividade crítica tem três funções principais: informar, avaliar, promover”. É desta forma que pretendemos estimular o debate pelo cinema.
Acima de tudo, escreveremos sempre como cinéfilos, esses sonhadores enamorados da sétima arte.
www.cinema7arte.com

Portuense mas reside em Viseu desde 2015 e é apaixonado por cinema e política. É administrador do site Cinema Sétima Arte, programador de cinema no espaço Carmo 81 e fez parte da equipa que reabriu o Cinema Ícaro, em Viseu, com o Desobedoc 2018. É ativista na Plataforma Já Marchavas, que organizou a 1.ª Marcha LGBTI+ de Viseu, em 2018.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
Ler Mais

Venturaidade

Esforçou-se, penteou-se e perfumou-se Ardia em chamas de ódio embebido em fel. O pódio das luzes das televisões…
Skip to content