Foto retirada de Cinema Sétima Arte

A partir do dia 25 de setembro (sexta-feira), a plataforma de streaming Filmin vai prestar homenagem ao cineasta português José Fonseca e Costa, um dos pioneiros do movimento do Novo Cinema em Portugal, ao adicionar seis filmes ao seu catálogo.

O Ciclo José Fonseca e Costa vai incluir alguns dos filmes mais sonantes da sua longa e prolífica carreira: “Kilas, o Mau da Fita (1980), proclamada a obra mais kitsch do realizador e um êxito inigualável do cinema nacional; “Sem Sombra de Pecado (1983), baseado no conto de David Mourão-Ferreira; “A Balada da Praia dos Cães (1987), adaptação do célebre romance de José Cardoso Pires; “Viúva Rica Solteira Não Fica (2006), comédia dramática com um forte elenco que inclui desde José Raposo a Rogério Samora, entre muitos outros talentos tão acarinhados pelo público; “Os Mistérios de Lisboa ou What The Tourist Should See (2009), documentário que homenageia Fernando Pessoa, explorando a sua e nossa grande Lisboa; por fim, “Axilas” (2016), a sua obra póstuma, envolta num humor absurdo e linguagem narrativa sui generis.

Fonte: Filmin

 

Publicado em Cinema Sétima Arte a 24 de setembro de 2020.

Outros artigos deste autor >

Se disséssemos que éramos um bando de miúdos, um tanto sonhadores, que queriam fundar um site para escrever sobre cinema e que, por algum desígnio divino, pudéssemos fazer da vida isto de escrever sobre a sétima arte, seria isso possível? A resposta é óbvia: dificilmente. Todavia Isso não impediu o bando de criá-lo em 2008, ano da fundação do Cinema 7.ª Arte. O espírito do western tinha-se entranhado em nós…
“A atividade crítica tem três funções principais: informar, avaliar, promover”. É desta forma que pretendemos estimular o debate pelo cinema.
Acima de tudo, escreveremos sempre como cinéfilos, esses sonhadores enamorados da sétima arte.
www.cinema7arte.com

Outros artigos deste autor >

Portuense mas reside em Viseu desde 2015 e é apaixonado por cinema e política. É administrador do site Cinema Sétima Arte, programador de cinema no espaço Carmo 81 e fez parte da equipa que reabriu o Cinema Ícaro, em Viseu, com o Desobedoc 2018. É ativista na Plataforma Já Marchavas, que organizou a 1.ª Marcha LGBTI+ de Viseu, em 2018.

Deixe o seu comentário

Skip to content