“Listen”, de Ana Rocha de Sousa, é o filme mais visto no fim-de-semana de estreia

Listen”, o premiado filme de Ana Rocha de Sousa, com seis galardões na 77.ª edição do Festival de Cinema de Veneza, foi o filme mais visto nas salas de cinema nacionais no fim-de-semana de estreia.

Segundo dados do Instituto do Cinema e do Audiovisual, o filme, baseado em factos reais, foi visto por 9.594 espectadores de 22 a 25 de outubro, acumulando uma receita bruta no valor de 54.693,85€.

A primeira longa-metragem de Ana Rocha foi mais vista que a comédia “Bill & Ted Salvam o Universo (1.053 espectadores), “Ava”, (6.885 espectadores) ou o documentário “O Capital no Século XXI (344 espectadores) que estrearam no mesmo dia.

Baseado em factos reais, o filme aborda o drama de um casal português emigrado, a quem os serviços sociais retiram, injustamente, os filhos por suspeitas de maus tratos.

Produzido pela Bando à Parte, em coprodução com a Pinball London, com distribuição pela NOS Audiovisuais, “Listen” ocupa o 4.º lugar do ranking de filmes nacionais mais vistos em 2020. À sua frente encontra-se Ordem Moral (10.038 espectadores), “O Ano da Morte de Ricardo Reis (10.106 espectadores) e O Filme do Bruno Aleixo (24.010 espectadores).

Protagonizado por Lúcia Moniz, Ruben Garcia e a atriz britânica Sophia Myles, “Listen” conta a história de Bela (Lúcia Moniz) e Jota (Ruben Garcia), que vivem nos subúrbios de Londres e acabam por enfrentar sérias dificuldades quando os ‘serviços sociais’ levantam suspeitas sobre a segurança dos seus três filhos. A surdez da filha de 7 anos desencadeia um processo no sistema que parece não ter fim, e tudo se complica com o passar do tempo.

 

Publicado em Cinema Sétima Arte a 26 de outubro de 2020.

Outros artigos deste autor >

Se disséssemos que éramos um bando de miúdos, um tanto sonhadores, que queriam fundar um site para escrever sobre cinema e que, por algum desígnio divino, pudéssemos fazer da vida isto de escrever sobre a sétima arte, seria isso possível? A resposta é óbvia: dificilmente. Todavia Isso não impediu o bando de criá-lo em 2008, ano da fundação do Cinema Sétima Arte. O espírito do western tinha-se entranhado em nós…
“A atividade crítica tem três funções principais: informar, avaliar, promover”. É desta forma que pretendemos estimular o debate pelo cinema.
Acima de tudo, escreveremos sempre como cinéfilos, esses sonhadores enamorados da sétima arte.
www.cinema7arte.com

Outros artigos deste autor >

Portuense mas reside em Viseu desde 2015 e é apaixonado por cinema e política. É administrador do site Cinema Sétima Arte, programador de cinema no espaço Carmo 81 e fez parte da equipa que reabriu o Cinema Ícaro, em Viseu, com o Desobedoc 2018. É ativista na Plataforma Já Marchavas, que organizou a 1.ª Marcha LGBTI+ de Viseu, em 2018.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts
25 filmes 25 de abril
Ler Mais

25 FILMES PARA O 25 DE ABRIL

A memória histórica é dos maiores valores que devemos preservar. Uma forma de tornar essa memória eficaz com…
Skip to content