A associação SOS Racismo disponibilizou gratuitamente no Youtube o documentário “Olhares sobre o Racismo”, um filme produzido pela associação, em parceria com a revista online BANTUMEN, por ocasião do 30 anos da associação SOS Racismo, assinalados no passado dia 10 de dezembro de 2020.

“No dia 10 de dezembro de 2020, o SOS Racismo celebrou 30 anos de luta contra o racismo e por uma sociedade igualitária. Era previsto que as celebrações deste trigésimo aniversário fossem marcadas por várias iniciativas públicas e editoriais em 2020. Mas, tendo em conta as limitações impostas pelas circunstâncias da pandemia, as celebrações dos 30 anos tiveram que se estender por mais tempo. Assim, produzimos, entre muitas outras coisas, um documentário que celebra a partilha da nossa caminhada no combate contra o racismo com um conjunto vasto e diverso de organizações e intervenientes da luta social e política pela igualdade.”, lê-se na página da SOS Racismo.

Realizado por Bruno Moraes Cabral, Eddie Pipocas e Dércio Tomás Ferreira, o documentário reúne vários testemunhos de ativistas da luta antirracista, de luta pela democracia e de defesa dos direitos humanos. Entre os entrevistados encontram-se os ativistas Mamadou Ba (SOS Racismo), Alexandra Santos (Clube Safo), Evalina Gomes Dias (Djass – Associação de Afrodescendentes), Maria Gil (Ativista cigana), Neusa Pedro (Levantados do Chão), Lúcia Furtado (Femafro), Angella Graça (Inmune – Instituto da Mulher Negra em Portugal), António Tonga (Consciência Negra), Bruno Gonçalves (Letras Nómadas Aidc), Guiomar Sousa (Ribaltambição), Jéssica Bruno (Núcleo Anti-Racista de Coimbra), José Semedo Fernandes (Advogado), Kitty Furtado (Académica e Activista Anti-Racista), Sinho Baessa (Cavaleiros de São-Brás), Xullaji / Prétu (Músico e Sound Designer) e Zia Soares (atriz, encenadora, directora artística do Teatro GRIOT).

O filme de 31 minutos “condensa os contributos de várias figuras da mobilização social e política para esta causa e reflete a interseccionalidade, a diversidade e a transversalidade das várias frentes do combate contra o racismo no nosso país.”

“Olhares sobre o Racismo” foi exibido no passado dia 14 de janeiro no Padrão dos Descobrimentos, um dos símbolos mais visíveis do colonialismo português, no âmbito de uma parceria entre o SOS Racismo e o DocLisboa.

O documentário fica agora disponível no Youtube “como ferramenta coletiva a ser apropriada e usada como instrumento de debate, mobilização e conscientização militante na luta contra o racismo. O documentário será exibido em várias sessões e cidades do país ao longo deste ano, com debates em torno da problemática do racismo.”

Publicado por Cinema Sétima Arte a 25 de fevereiro de 2021

Outros artigos deste autor >

Se disséssemos que éramos um bando de miúdos, um tanto sonhadores, que queriam fundar um site para escrever sobre cinema e que, por algum desígnio divino, pudéssemos fazer da vida isto de escrever sobre a sétima arte, seria isso possível? A resposta é óbvia: dificilmente. Todavia Isso não impediu o bando de criá-lo em 2008, ano da fundação do Cinema 7.ª Arte. O espírito do western tinha-se entranhado em nós…
“A atividade crítica tem três funções principais: informar, avaliar, promover”. É desta forma que pretendemos estimular o debate pelo cinema.
Acima de tudo, escreveremos sempre como cinéfilos, esses sonhadores enamorados da sétima arte.
www.cinema7arte.com

Outros artigos deste autor >

Portuense mas reside em Viseu desde 2015 e é apaixonado por cinema e política. É administrador do site Cinema Sétima Arte, programador de cinema no espaço Carmo 81 e fez parte da equipa que reabriu o Cinema Ícaro, em Viseu, com o Desobedoc 2018. É ativista na Plataforma Já Marchavas, que organizou a 1.ª Marcha LGBTI+ de Viseu, em 2018.

Deixe o seu comentário

Skip to content