Academia de Artes e Ciências Cinematográficas aprovou esta quarta-feira as regras para a 94.ª edição dos Óscares, que foi adiada um mês, passando de 27 de fevereiro de 2022 para 27 de março de 2022.

Apesar da pandemia estar a diminuir, a Academia decidiu adiar um mês a sua cerimónia, mas alterou as regras de elegibilidade ao prazo normal de pré-pandemia, para os filmes que se queiram qualificar, sendo o dia 31 de dezembro de 2021 a data limite.

Mantém-se também medida temporária que permite que os filmes estreiem quer nas salas de cinema, quer nas plataformas de streaming. Apesar desta medida ter sido aplicada este ano em relação aos filmes de 2020, não se sabe para já se a Academia irá implementá-la permanentemente para as estreias em exclusivo em streaming.

Os nomeados para a 94.ª edição dos Óscares são divulgados a 8 de fevereiro e a cerimónia da entrega dos prémios realiza-se assim a 27 de março de 2022 no Dolby Theatre em Hollywood e será transmitida em direto pela ABC.

Em 2021, a 93.ª cerimónia realizou-se a 25 de abril, na Union Station, com uma cerimónia bastante diferente do habitual. “Nomadland – Sobreviver na América” foi o grande vencedor ao conquistar três Óscares, o de Melhor Filme, Melhor Realização e Melhor Atriz (Frances McDormand).

 

Publicado por Cinema Sétima Arte a 27 de maio de 2021

Outros artigos deste autor >

Se disséssemos que éramos um bando de miúdos, um tanto sonhadores, que queriam fundar um site para escrever sobre cinema e que, por algum desígnio divino, pudéssemos fazer da vida isto de escrever sobre a sétima arte, seria isso possível? A resposta é óbvia: dificilmente. Todavia Isso não impediu o bando de criá-lo em 2008, ano da fundação do Cinema 7.ª Arte. O espírito do western tinha-se entranhado em nós…
“A atividade crítica tem três funções principais: informar, avaliar, promover”. É desta forma que pretendemos estimular o debate pelo cinema.
Acima de tudo, escreveremos sempre como cinéfilos, esses sonhadores enamorados da sétima arte.
www.cinema7arte.com

Outros artigos deste autor >

Portuense mas reside em Viseu desde 2015 e é apaixonado por cinema e política. É administrador do site Cinema Sétima Arte, programador de cinema no espaço Carmo 81 e fez parte da equipa que reabriu o Cinema Ícaro, em Viseu, com o Desobedoc 2018. É ativista na Plataforma Já Marchavas, que organizou a 1.ª Marcha LGBTI+ de Viseu, em 2018.

Deixe o seu comentário

Skip to content