Fotos de Uliana de Castro

No dia 11 de outubro de 1970 foi inaugurado no Vidoeiro, no Gerês, o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), o primeiro e único parque nacional existente em Portugal. O Parque completou recentemente 50 anos de existência e continuará a ser um reduto onde a vida selvagem pode florescer e vingar numa geografia marcada pelos planaltos de Castro Laboreiro e Mourela, abrangendo as serras da Peneda, do Soajo, Amarela e do Gerês.

A Palombar – Conservação da Natureza e do Património Rural desenvolve projetos em territórios do PNPG, nomeadamente o projeto Sentinelas – Rede de Monitorização de Ameaças para a Fauna Silvestre e o ConnectNatura. 

O projeto Sentinelas – Rede de Monitorização de Ameaças para a Fauna Silvestre (www.sentinelas.pt) visa criar uma Rede de Monitorização de Ameaças para a Fauna Silvestre relacionada com o furtivismo, englobando ferramentas e métodos interdisciplinares para monitorização e avaliação de riscos neste âmbito.

Já o projeto ConnectNatura (www.connectnatura.pt) tem como objetivo criar condições para recuperar populações de aves necrófagas, bem como reforçar a conectividade entre populações destas espécies, através de corredores entre áreas da Rede Natura 2000, com o propósito de restaurar cadeias tróficas ancestrais. 

Artigo publicado em Palombar – Conservação da Natureza e do Património

Outros artigos deste autor >

A Palombar – Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural é uma entidade sem fins lucrativos, criada em 2000, que tem como missão conservar a biodiversidade, os ecossistemas selvagens, florestais e agrícolas e preservar o património rural edificado, bem como as técnicas tradicionais de construção. A associação, que atua orientada por uma abordagem pedagógica e de cooperação, promove também a investigação científica nas áreas da Ecologia, Biologia da Conservação e Gestão de Ecossistemas, a educação ambiental, o desenvolvimento das comunidades e a dinamização do mundo rural.

Deixe o seu comentário

Skip to content