Foto de Palombar | Facebook

O livro ‘Flexibility in the Migration Strategies of Animals’ reúne um conjunto de artigos científicos sobre o fenómeno da migração realizada pelos animais. Um dos artigos apresentados nesta obra, intitulado ‘Spatial and Temporal Variability in Migration of a Soaring Raptor Across Three Continents’, contou com a colaboração e coautoria do biólogo José Pereira, da Palombar – Conservação da Natureza e do Património Rural e foi liderado por Louis Phipps, Pascual López-López, Evan R. Buechley e Steffen Oppel.

Neste trabalho, foi avaliado um conjunto alargado de dados de telemetria de 94 abutres-do-Egito (Neophron percnopterus) de diferentes classes de idade e pertencentes a 4 subpopulações (Europa Ocidental, Balcãs, Médio Oriente e Cáucaso), durante o período 2007-2018.

Foram analisadas 188 viagens migratórias completas, tendo o estudo abrangido cerca de 70% da área de distribuição mundial da espécie.

Envolvendo 40 autores de várias entidades dedicadas à conservação das aves necrófagas e dados de 11 projetos, este trabalho representa um excelente exemplo de cooperação internacional e um passo fundamental para compreender a ecologia de movimento desta espécie ameaçada.

A obra está disponível gratuitamente em https://www.frontiersin.org/research-topics/8402/flexibility-in-the-migration-strategies-of-animals

Artigo publicado em Palombar – Conservação da Natureza e do Património Rural

Outros artigos deste autor >

A Palombar – Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural é uma entidade sem fins lucrativos, criada em 2000, que tem como missão conservar a biodiversidade, os ecossistemas selvagens, florestais e agrícolas e preservar o património rural edificado, bem como as técnicas tradicionais de construção. A associação, que atua orientada por uma abordagem pedagógica e de cooperação, promove também a investigação científica nas áreas da Ecologia, Biologia da Conservação e Gestão de Ecossistemas, a educação ambiental, o desenvolvimento das comunidades e a dinamização do mundo rural.

Deixe o seu comentário

Skip to content