Palombar participa na 2.ª edição do Plogging Challege Portugal – Caminhada pelo Ambiente

A Palombar – Conservação da Natureza e do Património Rural participou nas ações abrangidas pela 2.ª edição do Plogging Challege Portugal – Caminhada pelo Ambiente, organizada pelo grupo PLOGGING Santa Maria da Feira, com uma atividade que teve lugar no dia 25 de abril na aldeia de Uva, no concelho de Vimioso, distrito de Bragança.
Fotografia Sara Freire/Palombar

A Palombar – Conservação da Natureza e do Património Rural participou nas ações abrangidas pela 2.ª edição do Plogging Challege Portugal – Caminhada pelo Ambiente, organizada pelo grupo PLOGGING Santa Maria da Feira, com uma atividade que teve lugar no dia 25 de abril na aldeia de Uva, no concelho de Vimioso, distrito de Bragança.

A Palombar organizou, nesse âmbito, uma caminhada que contou com a participação de 13 pessoas, entre voluntários e monitores do 60.º Campo de Trabalho Voluntário Internacional – Restauro de um Pombal Tradicional, que está a decorrer nesta aldeia transmontana.

O plogging é uma ação que combina a atividade física, normalmente a caminhada ou corrida, com a recolha de lixo durante o trajeto. Surgiu enquanto atividade organizada na Suécia há cerca de seis anos e espalhou-se para outros países em 2018, após o crescente aumento da preocupação com a poluição por plástico a nível mundial.

Esta foi uma caminhada interpretativa e, durante o percurso realizado, com cerca de quatro quilómetros, foram encontrados e recolhidos poucos resíduos, sobretudo fio plástico (baraço azul). Este é um ótimo sinal que indica haver pouca poluição por lixo na área envolvente do percurso, mas revela também a importância de substituir o uso de fios de plástico por soluções mais ecológicas e biodegradáveis, como o fio de sisal.

A este propósito, a Associação para o Estudo e Proteção do Gado Asinino (AEPGA), em parceria com a Palombar, desenvolveu o projeto “ENFARDAR NATURALMENTE – Transição para uma Agricultura Ecológica”, que promove uma agricultura sem plásticos e a substituição do fio plástico no enfardamento por fio de sisal, o qual é muito versátil, resistente e maleável, com a vantagem de se tratar de um um produto 100% natural e portanto biodegradável, não prejudicando os ecossistemas e a biodiversidade quando abandonado e esquecido na natureza.

A Palombar – Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural é uma entidade sem fins lucrativos, criada em 2000, que tem como missão conservar a biodiversidade, os ecossistemas selvagens, florestais e agrícolas e preservar o património rural edificado, bem como as técnicas tradicionais de construção. A associação, que atua orientada por uma abordagem pedagógica e de cooperação, promove também a investigação científica nas áreas da Ecologia, Biologia da Conservação e Gestão de Ecossistemas, a educação ambiental, o desenvolvimento das comunidades e a dinamização do mundo rural.

Related Posts
Skip to content