Iniciativa ANDAR CONTRAMINA alerta para ameaças de mina a céu aberto na maior reserva da biosfera europeia e em áreas da Rede Natura 2000

Foto retirada de Palombar
UIVO – Por uma Reserva da Biosfera da Meseta Ibérica Livre de Minas, movimento constituído por cidadãos de Portugal que tem o apoio de associações, de empresários de alojamento local, de todos os partidos políticos de Trás-os-Montes e outras entidades, e a Plataforma Contra el Proyecto Minero de Valtreixal (Espanha), vão organizar em conjunto, no próximo dia 4 de julho, uma caminhada pelo território onde se projeta a mina de Calabor de 250 ha, na maior reserva da biosfera europeia e em áreas da Rede Natura 2000.

O objetivo desta iniciativa é dar visibilidade a esta ameaça para o património natural da região, para a economia e para a qualidade de vida. A caminhada terá início às 8h30 (hora portuguesa), em Santa Cruz de Abranes e acabará em Calabor. O percurso é de aproximadamente 7,5 km (+ INFO).

O projeto espanhol de “Exploração de Recursos de Estanho e Volfrâmio ‘Valtreixal’ e ‘Alto de Los Repilados'” está projetado para ser implementado no limite municipal fronteiriço com Portugal de Pedralba de la Pradería, em Zamora, Espanha, nomeadamente na localidade de Calabor. A zona de exploração da mina abrangida por este projeto localiza-se a cerca de 5 km de Portugal, nos limites do Parque Natural de Montesinho (PNM) e toda a sua área de implementação está integralmente inserida em área protegida ao abrigo da Rede Natura 2000, nomeadamente na Zona Especial de Conservación (ZEC) Sierra de la Culebra, do lado espanhol, assim como em grande parte dos territórios adjacentes em Portugal igualmente protegidos no âmbito daquela Rede europeia – PNM, Zona de Proteção Especial (ZPE) Montesinho/Nogueira e Sítio de Importância Comunitária (SIC) Montesinho/Nogueira. Está igualmente abrangida pela Reserva da Biosfera Transfronteiriça Meseta Ibérica, a maior reserva da biosfera europeia.

A Palombar – Conservação da Natureza e do Património Rural pronunciou-se contra este projeto de exploração mineira a céu aberto, visto que terá consequências nefastas para o meio ambiente não só em território espanhol, como também português, e contribuirá, nomeadamente, para a poluição das águas subterrâneas, dos solos e do ar. Este projeto mineiro poderá igualmente gerar impactos significativos e irreversíveis na biodiversidade em geral, e sobre espécies protegidas, em particular. A Palombar contribuiu com um parecer negativo no âmbito da consulta pública realizada sobre esta exploração (+ INFO).

Outros artigos deste autor >

A Palombar – Associação de Conservação da Natureza e do Património Rural é uma entidade sem fins lucrativos, criada em 2000, que tem como missão conservar a biodiversidade, os ecossistemas selvagens, florestais e agrícolas e preservar o património rural edificado, bem como as técnicas tradicionais de construção. A associação, que atua orientada por uma abordagem pedagógica e de cooperação, promove também a investigação científica nas áreas da Ecologia, Biologia da Conservação e Gestão de Ecossistemas, a educação ambiental, o desenvolvimento das comunidades e a dinamização do mundo rural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados
Ler Mais

Mais uma Marcha! A terceira!

Foto por CatarseMais uma Marcha. A terceira. A terceira Marcha LGBT+ de Vila Real. No século da inovação,…
Skip to content